Pondo em prática o sistema de irrigação e seguindo as orientações dos extensionistas, seu Nilton alavancou a produção

Nilton Teixeira, 60 anos, é dono de uma pequena propriedade rural, localizada no município de Araguaína, a 368 km de Palmas. Há um ano o agricultor encontrou na produção de alimentos orgânicos uma oportunidade para mudar de vida e ampliar a renda da família. Ele conta que no começo tudo foi muito difícil, mas com apoio da assistência técnica e extensão rural, por meio do Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins), as mudanças aconteceram.

“Tocava com muita dificuldade uma pequena horta orgânica para consumo próprio e comercializava o restante para amigos e vizinhos. Apesar da boa aceitação dos produtos, pensei em desistir e vender a propriedade, pois não tinha equipamentos de produção adequados para seguir com o negócio. Porém, conversando com os técnicos do Ruraltins fui incentivado a aumentar a produtividade, através do plantio irrigado. Então, a partir de um projeto de irrigação, elaborado pelos extensionistas, tudo mudou. Vi que estava com um tesouro nas mãos e não sabia”, frisou o produtor.

Na prática

Pondo em prática o sistema de irrigação e seguindo as orientações dos extensionistas, seu Nilton alavancou a produção. Saiu da pequena horta para uma área de um hectare, onde atualmente, com aproximadamente 100 canteiros implantados, produz o ano inteiro alface, coentro, cebolinha, couve, quiabo, jiló, dentre outros alimentos. Toda a produção é cultivada de forma orgânica, usando para o combate de pragas e doenças, apenas os defensivos naturais. Ele garante que tem colhido ótimos resultados, pois comercializa toda a produção em supermercados, e destaca que dentro de poucos dias estará abastecendo as maiores redes de supermercados de Araguaína, além de um hospital da cidade.

“Se antes passava por dificuldades financeiras, hoje a renda mais que dobrou. Estou vivendo só disso e minha previsão é aumentar ainda mais. Devo isso a assistência técnica. Sem sombra de dúvidas, as orientações do Ruraltins foram fundamentais para que eu mudasse de vida”, afirma com entusiasmo, acrescentando que o próximo passo é adquirir a certificação de produção orgânica, expedida pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Extensão rural

O zootecnista e extensionista do Ruraltins, Ângelo Daniel, um dos responsáveis pelo atendimento, afirma que tem acompanhado desde 2015 o desempenho do produtor e se diz surpreendido com os resultados obtidos. Segundo o extensionista, além das orientações técnicas para o plantio, tais como a distribuição dos canteiros, a rotação de cultura e irrigação, o produtor participa constantemente de palestras e capacitações promovidas pelo órgão.

“É interessante apresentar ao agricultor alternativas de produção. Para nós que acompanhamos a dia a dia dos produtores, testemunhar mudanças na vida deles, é muito gratificante. No caso do senhor Nilton, o resultado é surpreendente. A média de faturamento da propriedade gira em torno de R$ 3 mil/mês, com apenas 25% dos canteiros cultivados. A partir do momento que a área toda estiver produzindo, a expectativa é alcançar uma renda de R$ 15 mil/mês”, avalia o extensionista.

Os resultados positivos vão além do financeiro. Ângelo Daniel, destaca ainda os benefícios da produção orgânica para a saúde do produtor, que não entra em contato com defensivos químicos.

“Para quem produz esse tipo de alimento tem muitas vantagens. Primeiramente o produtor está livre do contato com agrotóxicos e pesticidas, favorecendo a saúde dele e de sua família. Outro ponto é a comercialização, pois os produtos orgânicos tem maior valor de mercado”, finalizou o extensionista.

Ruraltins

O Ruraltins trabalha para contribuir com o desenvolvimento rural sustentável no Estado. Por meio de palestras, cursos e implantação de hortas comunitárias vem incentivando a produção e o consumo de alimentos saudáveis.

Por meio de programas como o Quintal Verde busca o fortalecimento da horticultura orgânica, contribuindo assim para a melhoria do padrão alimentar das famílias tocantinenses. Em 2015 foram instaladas 1.346 hortas em todo o Estado, chegando a beneficiar mais de 1.633 famílias.

Alimentos Orgânicos

Sua principal característica é não utilizar agrotóxicos, adubos químicos ou substâncias sintéticas que agridam o meio ambiente. Para ser considerado orgânico, o processo produtivo contempla o uso responsável do solo, da água, do ar e dos demais recursos naturais, respeitando as relações sociais e culturais. O Brasil já ocupa posição de destaque na produção mundial de orgânicos.